REFLEXO DO AMOR
Paulo Nunes Junior
 
Venho com o vento, dispo-me na alma
através do tempo, senhor soberano...
Abro as aspas, e em desespero entrego
me a ti. Neste inverno um arrimo doce!
 
Seco tua lágrima, experimentando
loucamente o sabor de teu corpo...
Juntos, passamos a dar boas novas
ao mundo esquecido, e já louco...
 
E nosso amor levá-nos a acender
esta chama de paixão sem limites.
Como um furacão, passamos frente
à mágoa e a tristeza lançada, Viver...
 
Esculpimos nosso cristal mais raro
a nossa história, e nada será capaz
de apagar. Enfim, nossas almas gêmeas
belo reflexo deste sentimento, o amor...
 
Paulo Nunes Junior

 

Indique este Site!

 

voltar

 
 
 
.....