Passagens...

 

Neste meio em que me encontro

a senhora noite me abraça em lembranças que atormentam minh’alma

Instantes doces; outros amargos...

Carícias, promessas e juras,

Outros de esquecimento, desprezo,

tempos inconstantes que já se foram...

Ah, passagens estas a que me entrego!...

Algumas que me fazem sentir edificador;

outras, que me senti o demolidor.

 

Ah se pudesse mudar o rumo das coisas...

transformar as passagens que me vendiam ilusões

Poder apagar o tempo para trás,

começar a construir um novo castelo...

Nestas passagens...

encontrei os braços que me lançaram ao mundo como senhor absoluto

outros que me fizeram sentir mendigo...

Passagens que encontrei a luz,

outras as próprias trevas...

algumas que me deparei com a morte

outras; com noites intermináveis de prazer...

 

Em cada uma delas escrevendo minha história,

mesmo ao sair machucado, por vezes, retirando disto o aprendizado...

Em cada uma delas...lá, ao final...Sempre me esperando

me amparando...

 me ensinando...

 um Ser magnânimo,

acima das estrelas...

Criador do tempo, da vida

Senhor de todas as passagens...

 

Agora,

parto para mais uma das passagens a ser apresentada

com a certeza de que lá estará Ele!...

Assim é a vida repleta de passagens,

até mesmo ao apagar da sua chama...

Lá...

Nos deparamos com mais uma passagem...

 

Paulo Nunes Junior

 

Indique este Site!

 

voltar