Tudo é estranho...Estranho!?...

 

 

 

 

 

Acordei,

 

olhei para o sol e ele me era estranho.

 

Corri para o mar ele também era estranho...

 

Quando olhei a meu redor tudo era estranho, estranho!?...

 

Assustava-me a sensação de sentir-me sozinho...

 

Em recomeço de tudo novamente.

 

Mas, assim você desejou...

 

 

 

Toda minha luta desesperada de nada adiantou

 

você se acovardou...

 

Deixou-me sozinho nesta selva,

 

onde tudo me é estranho...

 

As flores não sorriem, estão tristes;

 

As estrelas

 

que antes me faziam companhia se recolheram;

 

A lua, minha fiel amiga, chora...

 

Corro para meu castelo de amor e tudo é estranho...

 

Meu quarto, minha cama vazia, meus jardins...

 

Meus pássaros...Que antes cantavam alegres;

 

soam um canto de choro e lamento...

 

 

 

Agora terei que buscar forças que você levou consigo,

 

pedir de volta minha coragem;

 

procurar a esperança,

 

continuar nesta senda de expiações,

 

agora só...

 

Mas, o mais estranho...

 

É que já estava só e não aceitava...

 

 

 

Agora, que abro meu coração e não te encontro...

 

Posso perceber o quanto todo meu viver ficou estranho sem ti,

 

Quem sabe ainda terei a chance de voltar a ser feliz!?...

 

Quem sabe dentre tudo que me é estranho –

 

Surja o encanto?!...

 

E, com isto a volta do brilho de meus olhos

 

e de minh’alma...

 

Mas, agora está tudo muito, muito estranho sem ti....

 

 

 

Paulo Nunes Junior

 

 

 

 

 

 

 

Indique este Site!

voltar