PUROS DE CORAÇÃO

 

 

Busco entre os sábios o entendimento,

o porquê os seres humanos não se entendem...

E, logo encontro um ancião em meio à estrada que percorro.

 

Ele me oferece sua mão e diz: Vem comigo!...

 

Percorremos desertos, e longas distâncias...

O sol domina os poros, e o cansaço se faz até mesmo para a alma...

 

Deparo-me diante de uma grande montanha e o sábio diz:

Vem comigo!

 

E começamos a subir...

Já exausto; penso em parar, mas continuo,

e, no pico da majestosa montanha, sentamos...

O senhor, olhando para baixo diz: Veja!

 

Mostra-me então,

Um homem que esta a oferecer seu teto a um desconhecido,

depois; mostra-me alguém que esta a dividir o pão com um irmão,

mostra-me em seguida um mestre das letras

a escrever sobre amor, fraternidade, amizade...

 

Mais adiante...mostra-me um senhor poderoso,

Parando todos seus afazeres,

para dar ouvidos e atenção a um desesperado.

 

Mostra-me um pai com muitos filhos abrir suas portas

 a um pequeno que ele encontra abandonado,

 

Mostra-me alguém a socorrer um animalzinho perdido ao tempo,

A dar alimento a um pássaro solto,

a plantar e cuidar de uma simples plantinha...

 

Alguém a cobrir com sua própria coberta outrem que sentia frio,

mostra-me alguém a beijar uma face...

 

De repente, o sábio voltando-se a mim pergunta: - O que vistes?

Eu respondo: Vi seres lindos, filhos de Deus certamente!

E ele diz: - Sim...Mas, antes de tudo te mostrei os puros de coração...

E, daí uma lição...

Pode ser que a tua frente um destes puros se poste...

Nunca desconfie do ato!

Pois, se um destes, que ao receber a doação de algo sem interesse,

 desconfiou...

 

O doador continua sendo puro de coração.

Porém, o que estava a receber a doação e o fez com desconfiança;

Este não será chamado jamais de puro de coração

e dele não será o reino dos céus...

 

Paulo Nunes Junior

 

 

 

 

 

Indique este Site!

 

voltar