Passos para o Adeus!...

 

 

Se tornaste,

 de estrela encantadora, cadente;

dias, horas intermináveis,

à espera de teu retorno...

Dias amargos, solitários,

 que corroeram a alma,

 mas de aprendizado...

E, com esta dor, fui sepultando

cada um de nossos momentos.

O primeiro beijo ardente,

doce, cheio de paixão,

sepultei nas geleiras da mentira.

O abraço apertado

sepultei nos vales do engano.

As doces palavras sepultei

 no pântano da mediocridade.

As noites de amor ardente

sepultei nos riachos do esquecimento.

Os teus olhos,

 que me serviam de luz,

hoje já opacos e sem brilho,

 não me tocam...

E teu charme decadente,

lançado como se desejasse

 fazer-me tua vítima, novamente,

me faz ver o quanto tu és senhora,

 na arte da representação...

Mas, mesmo assim, promulgo

em meu coração o perdão  para ti,

 pois, agora, tua insignificância é tamanha,

 que, ao guardar mágoa por ti,

seria dar-te espaço dentro de mim...

E com isto contaminar-me de tua maldade.

Vai, volta aos braços de quem te merece.

Deixa-me viver entre a luz,

o amor, as flores, a vida,

esta que desprezaste...

 

Paulo Nunes Junior

 

Indique este Site!

voltar