Fênix do Amor!

 

 

E venho de outros tempos a carregar o fardo,

momentos que pude compartilhar as forças do universo

deparei-me com um amor que castigava-me

ao mesmo tempo que idolatrava-me...

 

Fugi entre as embrenhas deparando-me com anjos

que passam a cuidar de meus  ferimentos profundos,

marcas de uma perseguição sem limites...

De um amor que se impunha através da força

e da arrogância...

 

Passei, então, a esconder-me entre seres de luz,

eles preparavam-me para poder enfim...

reencontrar tal força

e sobrepor em definitivo a ela...

 

Lançado fui novamente ao mundo de expiações...

Escrevendo meus dias com a pena do amor,

Foi-me colocado à frente, por forças ocultas,

a senhora violência...

E, com ela a morte...

Senhora que retirou-me à força

seres que eu amava profundamente...

 

Difícil era o caminhar agora em futuro incerto,

mas deveria continuar

pois, se ao meu lado estava o amor prometido

nele advinha minhas as forças

que necessitaria para alcançar a vitória...

 

E, pisando entre a brasa,

enfrentando a doença, a inveja, a mentira, a falsidade,

prosseguindo fui entre seres de luz...

Entre as letras, e com o bastão que poderá difundir o amor,

fui alcançando horizontes jamais conquistados...

Tocando corações que antes se fechavam atrás das portas do medo,

e calcando e vencendo as barreiras

fui transformando ao redor de mim onde era charco;

em jardins encantando

onde poderia ver novamente entre flores,

pássaros e anjos a bailar...

Até...que a minha frente uma destas provações vindas do passado

machuca-me...

Porém, desta vez, a lança pontiaguda fere ao coração,

mesmo assim apego-me a estas forças que ao me redor sempre estiveram para enfim apresentar-me como o grande Fênix do Amor!

 

Paulo Nunes Junior

 

 

 

 

 

Indique este Site!

 

voltar