ENTRE AS ESTRELAS TE ENCONTREI!...

                                                                             

Deito-me nesta areia alva, fina, que o vento leva,

A melodia do mar toma-me a alma,

meu pensamento vai até você,

O desejo de tê-la junto a mim neste instante,

Como duas almas apaixonadas corrermos,

de mãos dadas,

juntos gritarmos frente ao oceano,

Eu te amo!...

 

Percorrer contigo todos os caminhos do êxtase

entregar-me como um escravo à sua ama,

as chaves de meu coração te entreguei,

minha pele é tua, só sinto teu sabor dentro de mim

nossos momentos

são uma cobrança dolorida em mim,

procuro-te como uma criança desesperada

que se vê sozinha, abandonada.

 

Grito por ti em desespero

às lagrimas da saudade,

Queria contigo compartilhar coisas simples,

meu sorriso, minhas tristezas, minhas frustrações e vitórias,

Queria contigo escrever a poesia mais linda de amor,

Contigo sentir-me teu gigante, senhor absoluto,

Queria olhar em teus olhos e dizer-lhe:

Te amo! Te amo! Te amo!...

 

Queria...

Ah, como queria ouvir de você o mesmo,

poder te tocar, te amar loucamente

ouvir-te dizer a meus ouvidos:

“Te quero! Te quero!”

Mas, aqui estou...

A brisa me toca e o dia começa a surgir,

A lua, única companheira desta madrugada de lembranças,

 esta se indo...

E você...Ai entre estas estrelas se vai.

 

E agora se fará dia,

O astro rei mostra sua beleza,

Resta-me voltar ao meu canto solitário,

aguardar que você volte na noite seguinte

entre às estrelas.

 

Paulo Nunes Junior

 

 

 

 

 

Indique este Site!

 

 

voltar