CHEGA! VAMOS DAR AS MÃOS!...
 
As crianças choram, não podem mais ir para as ruas brincar.

Os velhos tremem, as mães se desesperam, nossas ruas desertas,

a violência desses espúrias domina tudo. Assistimos a poesia parar, os poetas chorarem;

a sociedade reclusa vive momentos de terror onde as trevas tentam nos dominar.

Estes, que hoje praticam essa violência são frutos de uma política que só pensa em tributos,
não
oferecendo habitação, educação e saúde (coisa que hoje poucos têm acesso).

Mas não teremos saída?

Estamos condenados a fazer de nossos lares prisões?

Até aonde suportaremos?... Não!

Não podemos ficar quietos e reclamar ou condenar governantes.

Para isto teremos todo o instrumento:

O VOTO...

Mas podemos e devemos nos unir.

Todos. Independente de nossas crenças, de nossas diferenças,

sejam elas quais forem.

Agora é o momento de dar as mãos e orar, cada qual à sua maneira, mas orar,

pedir a Deus e, as forças da natureza,

que nos restabeleça a liberdade,

que proteja nossas famílias, nossos amigos, enfim, a sociedade.

Todos somos cidadãos sim!...

Mas acima disto, todos somos filhos do mesmo criador, por vezes esquecido por nósVem comigo, todos.

Dê-me tua mão!...

Vamos orar pela paz, vamos juntos aos pés do altíssimo

Suplicar-lhe que nos seja devolvida a liberdade, o sorriso às nossas crianças,

a harmonia, entre as famílias o amor. (Meus olhos não suportam ver uma criança de cinco anos gritar à beira do túmulo de seu pai: Pai!...Pai!...).

A um pai que fora um bombeiro...

Herói!...

Que sempre salvou vidas...

Hoje, os espúrias retiram desta criança e de nossa sociedade mais um homem digno.

Não será com a violência que vamos vencer a violência,

"o fogo não se combate com fogo"

mas,

Deus é grande!...

E, nos ouvirá com certeza!

Vem comigo, vem!...

 
Paulo Nunes Junior

 

 

 



 

Indique este Site!voltar