SÚPLICA À CRISTAL!...

QUE DOR É ESTA!?...

 

Que dor é esta que toma tua carne faz teu coração chorar?...

o apaixonado sentir-se meio às trevas,

o irmão que te espera dia-a-dia...

Ver amanhecer com a esperança de encontrar-te e,

morrer em trevas,

Por não ter partilhado teus versos que tocam a alma...

 

Que dor é esta que te domina e faz a poesia chorar?!...

Não!...Não deixes que a dor de teu corpo lhe tome a alma.

Alma cristalina e pura que tens e, para isto viestes:

Para escrever tua história e nada pode deter-te, Nada!

O amor nos pede e nos cobra...

 

Somos nós...aqueles que escrevem sobre o amor,

faz das letras a esperança de um mundo melhor,

somos nós que aproximamos os casais apaixonados.

somos nós a crença que eleva o bem sobre o mal,

somos nós, os poetas, assim chamados,

Os desígnios de Deus, escolhidos por ele;

para fazer a bandeira do amor conhecida entre os povos.

 

Somos paz;

somos compreensão;

somos sonhos;

somos encanto.

Nossas dores não são nossas...

São dores que não podem nos vencer

Nossas mãos estão aqui à disposição de nosso próximo.

 

Tu fazes parte deste mundo mágico de poetas...

Seres que falam com os anjos, e os anjos estão te pedindo:

Volte!...

Muitos estão a tua espera para junto de teus versos

continuarem a sonhar.

Não existe dor que possa impedir-te disto!...

 

Paulo Nunes Junior

15/05/2006


Indique este Site!

Voltar