Pássaro dos amantes...

 

 

Cansado de te esperar

desesperado te procurei entre continentes,

sobre as águas de todos os oceanos,

em todas as ilhas e arquipélagos.

Cavalguei entre as matas de várias nações,

subi montanhas, escalei penhascos,

enfrentei rios ferozes...

Lancei-me no deserto e sob o castigo do sol

que me colocava à prova...

Percorri longas distâncias

sempre a gritar por teu nome.

Quando a noite se colocava,

exausto sonhava com teu carinho, com teu beijo,

com teu amor...

 

As forças eram então renovadas

quando os primeiros raios do dia firmavam.

Continuava minha caminhada sem limites,

sempre com a esperança de encontrar-te,

Busquei, então, entre magos saber

e todos me afirmavam: “ - Que só a minha persistência

e crença no amor seriam capazes

de fazer com que um dia te encontrasse.”

 

Busquei entre as estrelas e elas nada diziam...

Quando, estava a ponto de entregar-me à senhora morte...

Sentei-me à porta de uma gruta e com lágrimas na face

pedi ao Senhor do Universo uma chance para ser feliz.

(Pudesse enfim encontrar-te)...

 

Comecei então a ouvir o canto de um pássaro bem-te-vi:

“bemtevi-bemtevi”...

O canto mágico vinha de dentro daquela gruta,

busquei encontrar o pássaro que me saudava,

lá, bem ao meio daquele lugar, enfim encontrei você...

Frente a um riacho

compartilhavas da beleza das pedras preciosas

que eram opacas, diante de tua beleza.

 

Nossos lábios se encontraram,

nossos corpos entregaram-se, um ao outro,

por inteiro sem limites...

Onde só o prazer de duas almas que se amam poderia falar,

Assim, se fez nosso encontro mágico...

Onde toda a força daquele universo em que tanto te busquei

aflorou em nossos corações em noites intermináveis...

Sendo, a nossa única companhia –

 O bem-te-vi, meu pássaro do amor!

 

Paulo Nunes Junior

SP- Brasil

10/09/2006

 

FORMATAÇÃO E ARTE

SUELYDAM

 

Indique este Site!

 
 

 

Voltar