PAIXÃO!... AH PAIXÃO...

 

 

Olhei para o sol e me senti mais forte que ele,

Olhei para os oceanos e me senti dono dele,

Voltei meu olhar para a Lua e me senti senhor dela,

Voltei-me às estrelas e pude ver que o brilho de meu sorriso

era maior que o delas,

 

 Corri em busca dos vulcões e me senti mais poderoso que eles,

Deparei-me com maremotos e dentro de mim existia algo além do impacto deles,

Percorri os jardins e era a flor mais bela,

Entre os desertos me tornei o oásis...

 

Assim me senti no dia que meus olhos encontraram os teus,

a minha pele com a sua,

e a ti entreguei-me por inteiro sem temer a nada.

Num turbilhão desconhecido de ser dono do universo...

 

Que me fez sorrir diante dos obstáculos a minha frente,

na sensação de entrega aos teus desejos mais profundos,

Um deus grego entre tantos a comandar estas forças,

neste instante tornei-me alguém sem medo de nada.

 

Combati a tristeza com nosso amor e,

com este sentimento que tomou-me a alma, percorri meus dias.

 

Por um instante cai...

Senti-me perante o universo sem forças...

Nesses instantes,

Que ao gritar por você minha voz ecoava pelos vales do desespero,

percorrendo sem achá-la...

 

Mas, logo os anjos te trouxeram de volta e minhas forças retornaram...

Refazendo este homem que hoje pode acreditar na felicidade,

no amor pela eternidade.

Assim é a paixão semente que se instala dentro de nosso peito e

faz crescer algo robusto e forte, inatingível, chamado AMOR.

 

Paulo Nunes Junior

SP- Brasil

20/08/2006

 

 

Indique este Site!