IMPASSE PARA A FELICIDADE...
 
Ah você!...
 Impasse da alegria,
da entrega ao amor completo,
da apresentação dos primeiros momentos de vida,
Ei você!...
Que persegue os corações reprimidos
Você!...
Que coloca, almas trêmulas,
perante o Rei do universo.
Ei você!...
Que abafa de muitos, o grito da liberdade,
castiga e assombra os puros,
Você!...
 Delegando aos maus maior poder,
 pois, que a ti eles não temem...
Ah você!...
Que nos persegue e nos faz infeliz...
Quero expulsar-te de meu coração!...
 De todos os corações que me rodeiam
Você!...
A quem desejo apagar da minha história,
Expulsar dos meus caminhos...
Vá embora, chega!...
Ei você!...
Dê lugar ao sorriso, à alegria,
dê lugar a auto-confiança,
deixe-me livre para ser o que sou...
Amar e gritar pela liberdade do bem,
dos povos,
exterminar o preconceito,
Ei Você!...
Vá embora!...
Quero ajudar aos que escravizas,
a quebrarem as algemas do passado,
que machuca,
ferindo como ferro em brasa
na cobrança, a cada instante,
de nossos erros,
Vá embora!...
Vá!... Dê lugar ao sol...
Novas esperanças,
do nascente ao poente,
a uma vida perfumada de lírios,
tocada sempre pelo sentimento maior,
 que é o amor!...
O amor!...
Este que te expulsa,
te manda embora!!!
Não te quero mais aqui!...
Vá agora, medo!!!
 
Paulo Nunes Junior
13/01/05

Indique este Site!

Voltar