COISAS QUE A GENTE NÃO ESQUECE!...

 

Já é noite, as estrelas se apresentam nos céus.

A lua se posta majestosa como minha

confidente e companheira,

Lembranças dos caminhos que percorri

de minhas vitórias... Minhas derrotas.

Nossa! Quanto de mim já se foram nestes anos!?...

Alegrias, tristezas, mágoas, perdas, conquistas...

Quanto de nós, se esvai a cada dia?...

Ficando pelo caminho lindo

 

Quando podemos olhar para traz e ver coisas boas

 como um jovens libertos da escravidão das drogas e, você se sentir parte desta libertação,

ver o teu lar reinar a paz e,

sentir-se próximo deste aconchego predileto dos seres de luz.

Mesmo que sozinho, como agora,

sentir-me tão próximo de Deus,

de seus enviados, então me resta este teclado...

 

Mais um dia de emoções se foi onde deparei-me com muitas pessoas

Talvez, como eu, solitárias, em busca de uma palavra, de um carinho, de atenção...

Coisas que todo mundo sente sim!... Grandes...pequenos,

Porque todos nós somos feitos da mesma matéria,

Sentimos as mesmas dores, passamos pelas mesmas provas,

temos as mesmas chances, lutamos da mesma forma.

 

Ah quanto eu lutei, quanto aprendi

com os mestres do amor,

quanto ainda tenho que percorrer em meu aprendizado

para que possa no momento de dizer até breve...

Deixar uma historia,

 deixar a lembrança de tudo aquilo de bom que pude fazer

 como um ser que acredita no amor.

Acredita que este sentimento vencerá a tudo.

Será senhor absoluto sobre a terra e em tempo...

toda a humanidade ganhará mais uma chance de ser feliz.

 

Dentro de minhas tristezas existe uma lágrima que não seca...

Constantemente em minha face...

Adentra meu peito,

Crava como uma lâmina perversa!...

Ah lágrima da saudade!...

Daquele ser majestoso de amor,

A quem me ensinou grande parte do que sei.

 

Naquele ser eu me protegia, me era companheira, amiga, mestre.

Sabia me falar “o não” como ensinamento,

(até nisto era doce!).

Constantemente o sorriso...

A presença em que tudo poderia e deveria mudar,

me fazia acreditar neste mundo pelo qual venho lutando com todas minhas forças,

 

Ah lembrança!... A minha mãezinha...

Vejo agora a lua as estrelas

e sinto vos entre tudo isto!...

Mais uma vez protegendo-me,

dando-me afeto amor.

Sabem!?...Gostaria que todos tivessem muito amor com suas mães,

paciência mesmo, pois certamente,

um dia todos, como eu,

olharão para as estrelas procurando entre elas a presença materna.

 

Nossa!... vem a saudade... As lágrimas, então... pedirei sempre

que todos saibam viver cada segundo ao lado de suas mães,

Assim, esta dor, que é a maior de todas, a dor da separação pela morte,

Poderá, de certa forma, ser suportada pelas boas lembranças...

Tais como as que guardo de ti...

Te amarei para sempre minha mãezinha até breve!...

 

Paulo Nunes Junior

16/02/2006

 

 

 

RESPEITEM OS DIREITOS AUTORAIS

 

 

Indique este Site!