SEM VOCÊ NADA SOU!...

Nada sou sem ti

 

 

 

Onde estás tu?

Deixaste-me como um pássaro ao relento,

sobre a brisa do descaso e da dor.

Sem ti minhas noites são intermináveis,

Quero tua pele tocar, teus lábios sentir, sua pele roçar.

Quero-te de volta...

Ainda que me consuma o resto de minhas forças,

 sem você entrego-me...

 

Busque-me na estrela mais límpida 

Pássaro brilhante que és.........

Lá nossas noites serão infindáveis

Venhas logo, cercado de milhares

de vaga-lumes, em plena noite

e pouse o cansaço do teu longo vôo

 no meu colo

E  docemente te aconchegarei....
 

 

Sem você meus céus já não têm mais estrelas,

meu sol não me aquece,

minha lua não me encanta,

sem você perco o paladar,

meus dias são cinzas, a cor se foi...

a vida não tem mais sentindo.

 

Teu céu terá mais estrelas

Meu calor te aquecerá

Minha lua louca te enlouquecerá

Meu corpo será teu prato

onde te fartarás

E tua vida colorida eterna será

 

As recordações me vêm...

em cada cantinho lembro de nosso amor,

em nossa cama sinto teu cheiro,

em minha pele sinto a tua,

em meu coração sinto o teu.

 

Lembras?  a tua cabeça aninhada

no meu colo novamente descansará

 como de um menino mimado

  meus dedos saudosos de ti
brincarão com teus cabelos

 com teus pelos

com nossos desejos....

 

Devolva-me a vontade de viver,

vamos percorrer os campos,

vamos viver nossos momentos,

 donos absolutos do universo.

Vamos saudar as manhãs,

entregarmo-nos ao nosso prazer

chama que nos consome as veias,  

nosso prazer inesgotável e múltiplo.

 

Contigo voltarei a sorrir

e tu também outra vez sorrirás

Faremos vênias aos leões

as águias inveja de nós sentirão

pois livres pelos céus voaremos

saudando o sol

com a chama ardente de nossos corpos

em ebulição........

 

Vem devolva-me tudo...nada sou!

Deixa-me te amar de todas as formas por todos os lugares,

contigo sou o dono do mundo; sem ti o farrapo dele.

Devolva-me o encanto da vida, o sabor de amar!

Tudo se foi!...

Vem te quero...Vem!....

 

Nada sou sem ti 

são teus olhos

que regulam minha vida

Então abra-os e encontre-me,

e a ti me entregarei

de corpo e alma

 e sorrindo te abraçarei

 e no calor de nossos corpos entrelaçados

ganho de presente a certeza

que teu amor sempre serei.


Paulo Nunes Junior

12/05/2006

 

Helô Abreu

RJ

16/05/2006

  

Indique este Site!