TRINCHEIRAS DO AMOR...

 

E, entre campos,

corro em busca da luz que me faz sorrir e viver,

sobre as pedras machuco-me.

Exausto...continuo em busca de ti.

Em uma corrida contra o próprio tempo

lanço-me neste turbilhão de emoções incertas...

Procurando desesperado pelo encontro de meu viver,

de minha fonte de esperança,

algo que me faça acreditar

que poderei ser feliz novamente...

 

Depois, com os pés em chagas tropeço em ti.

Dá-me tuas mãos levantando-me do chão...

Dei-me água para a sede,

sombra para o meu repouso,

com teus lábios forneça-me o alimento

tão esperado de minha alma!

 

Agora, contigo quero percorrer o universo,

 as pedras não mais me farão ferir,

o fogo não mais me derrotará,

os furacões não me farão medo,

pois, contigo enfrento tudo de frente,

prostro-me diante de tudo,

agora como guerreiro

que sai de dentro de teu peito.

 

Ao nosso redor reconstruo nossas trincheiras de amor,

para nos proteger daqueles que tentarem nos ferir.

Viveremos intensamente o calor de nossa paixão,

de corações.

Enfim entrelaçados e de almas gêmeas...

 

Pártamos rumo às estrelas

que se fazem nossas companheiras, irmãs...

Peçamos aos anjos safiras que em seus braços

nos transportem para o nosso castelo de amor.

Impenetrável,

onde de portas fechadas para o mundo

viveremos de forma triunfal tudo...

este sentimento único.

 

Sou teu, tu és minha...

pela eternidade se fará, enfim,

nossa grande história de amor,

somos eternos, pois somos amor!

 

Paulo Nunes Junior

15/07/06

SP - Brasil

 

****************

 

TRINCHEIRAS DO AMOR...

Carmen Ortiz Cristal

 

Anjo, não há porque desesperar

O tempo chega e saberás!...

Não corra, nem teus pés e mão

Por ansiedade venhas ferir...

A hora está próxima e saberás!...

 

Teu coração será o guia!...

Mostrará o caminho entre flores

E sobre a grama macia andarás

Os anjos te farão chegar

E tua será a felicidade

Um direito vindo do Pai,

Conquistado por tua hombridade...

 

Amor não desespere!...

O rumo é certo e o encontrarás

E lá de braços abertos

Com o coração transbordando amor

 

Estarei a tua espera

Para tomar teu corpo no meu

Num abraço sentido, desejado!...

Esperado!... Por nós, tão sonhado...

A espera, tua e só tua mulher...

 

Aquecer-te-ei do frio!...

Tomarei teus lábios nos meus

Saciando tua sede, teus desejos,

Ao fim de uma espera que tanto machucou,

Para sobre meus seios deitar tua cabeça

 

Tua alma sentira a paz que meu amor

Como um bem precioso para ti guardou

Das mãos te darei carinho,

Do olhar a luz do bem querer

Da alma a força da união

Que nos fará fortes

 

Invencíveis diante do mal

A fé que nos uniu nos guardara...

Dando-nos asas para voarmos

E com nosso amor

Iremos aos recantos mais distantes

Aonde a paixão nos levar,

Livres para amar...

 

Dois corações, uma estrada,

Uma vida por viver com intensidade

Almas entrelaçadas, seremos a união

Retomando o caminho que já foi nosso

Para seguirmos unidos pela eternidade...

 

Almas gêmeas, no reencontro unidas

E jamais voltarão a seguir separadas,

Por amor nossas vidas realizadas...

Sou tua, tu és meu!... Nossa história

Sobre as trincheiras de nossa união.

- Um amor eterno... O nosso amor...

 

Santo André

SP-BR

15.07.2006

 

 

 

 

Indique este Site!

voltar