Havia

Havia você...
...e eu,
aguardando um banal sinal qualquer!
Havia um desencontro,
eu e você...
cada um de um lado
Tentando dar o primeiro sorriso
e o primeiro passo!
Havia um tempo insano!
Havia uma distância ingrata!
Havia um descompasso desumano!
E por tanto "havia",
que colocamos entre nós
Deixamos de existir como um só,
de vivenciar um grande amor,
de nos atirar em nosso intenso desejo
de amar de forma tresloucada,
até que nossos suspiros
formassem um único canto!
Havia vontade, paixão, atração!
Só esquecemos
de sair da inércia,
levantar a mão, sorrir,
dar o sinal!
Havia você...
...e eu!
Eu ainda existo e desejo...
...você!
 E você?

®Tania Lemke



Para sempre teu...

 

Em teus braços havia...

...eu e você

um só...

em nossas lembranças os desencontros

eu e você

uma só luz,

um só sorriso,

um só viver...

Caminhamos juntos nas estradas

nosso oásis de amor,

Como animais insanos

entregamo-nos ao prazer

ao rolar entre as flores

nossos corpos exalavam

aroma de amor.

Se, por algum instante o medo

e eu, deixarmos de viver este sentimento

entrego-me sem querer saber de nada...

serei teus lábios, teu corpo, tua pele,

e entre nossos suspiros gotejaremos...

na profundidade dos olhos

falaremos um ao outro

Te amo, te amo!...

em teu seio de mulher te domino,

és minha... absoluta

e nada mais de distância de ti...

Eu? Só existo com você!

 

®Paulo Nunes Junior

SP-Brasil

09/07/2006

 
 
 

Indique este Site!