Fascinação

Águida Hettwer


 

Retratos emolduram saudade no lapso que me invade, histórias  outrora vividas, o velho casarão de esquina, guarda em suas paredes, juras e confissões de amor eterno.

    Quando a noite chegar e a lua esconder-se por detrás das árvores, minhas lembranças acesas aflorarão, entre as brumas da ilusão, sussurros a meia luz, toque suave das mãos, palavras de carinho ao pé do ouvido.

Doçura em cada gesto, movimentos suaves no entrelaçar dos corpos, no aconchego deitarem-se, invadindo sonhos em mais uma madrugada que se finda.

 

Desperta amor meu, as rosas embebedam o ar com a nostalgia, os pássaros cantam em coro, os raios do sol infiltram-se pelas frestas, fazendo seresta.

 

Caem às folhas no outono, o frio da solidão arrasta meus dias, brinda a vida em cada primavera, resta-me sonhar, tecendo lembranças, entre as cortinas que me separam do mundo lá fora, lágrima quente desce sem demora...

 

A relva guarda gotículas de suor, os cabelos o perfume da flor, o coração nutri esse amor, que os anos, não apagam da mente.

O bailar de nossos corpos, vestes esvoaçastes, beijo embriagante, entre as brumas vejo teu aceno...

Os trilhos do trem levaram meu bem, em terras distantes, a pálpebra cansada, os fios de cabelos brancos, a expressão amadurecida, chapéu sobre o peito, triste partida.

Todos os anos, retorno aos lugares por onde passamos tua presença em ávidas lembranças, na pétala de rosa, no cantarolar dos pássaros.

Da-me tua mão, amor meu...

Fascinação envolvente, o calor  do enlace quente, somos almas gêmeas a vagar pela imensidão.

 

  

 

 

01.05.2006

 

Doce saudade!...

 

Ah meu amor, saudades ...

Saudades de nossas noites intermináveis,

das paredes que abrigavam este amor inesquecível

Saudades de teus lábios com gosto de mel

Saudades de tua pele, seda dos deuses

Saudades de tua voz, canto mais raro dos pássaros

Saudades de teu cheiro aroma de rara flor

Saudades de teus olhos pérolas negras

Saudades de teus cabelos, aconchego para minhas mãos

Hoje lembro-me de todos os lugares,

em que fizemos nosso ninho de amor...

E vejo que sem ti é impossivel existir!...

Te amo!...Pela eternidade

 

Paulo Nunes Junior

01/05/2006

 

 


 
 
 

Todo conteúdo deste site está

protegido pela lei dos Direitos

 Autorais de 19 de Fevereiro de 1998.

Proibido  reprodução  parcial ou total da obra.

Arte, formatação e texto:

Águida Hettwer

Direitos Reservados

 
 

 
 

Indique este Site!