Estou só na multidão...
Marilena Trujillo
 
Estou só na multidão. Talvez eu seja só
Uma demente, com muitos sonhos idiotas...
Vejo rostos estranhos, olhares que vagam,
O meu... almeja o livre vôo das gaivotas!...
 
Quiçá... a maldade seja algo normal...
Seja lá como for, não faço parte do todo,
Tenho a anomalia do verdadeiro amor...
Pena da frágil flor que brotou no lodo...
 
Todos os dias, meus olhos assistem
Cenas terríveis... de desamor puro...
A lua já não inspira grandes amores...
Os corações são vazios, frios, duros!...
 
Estou sozinha na multidão Senhor!...
Carregando uma sensibilidade inútil...
Uma franqueza condenada ao silêncio,
Tendo que aceitar o ego superlativo, fútil!
 
Trazendo no peito... a ânsia da luta justa...
Revolta da covarde omissão em massa!...
Cansada de um mundo cheio de desgraças,
Onde só vence o ódio, a inveja e a trapaça!...
Mary Trujillo
28.02.2006
 
 
DEI-ME TUAS MÃOS...
Paulo Nunes Junior 

Não amor...Cheguei, não está mais só!...
Somos semeadores de sonhos lindos...
Aos outros estranhos a nosso ninho...
Vamos superar...Voar com os beija-flores!...
 
O mal será derrotado por nosso amor!
Cabe-nos unidos levar luz a escuridão,
Sou jardineiro incansável para nosso amor...
Pois para mim você é minha flor de lótus...
 
Nossos olhos vão assistir ao desamor,
Mas nossas mãos levarão o acalento...
A lua, maga, será dos apaixonados...
E, coração entregue, revigora desalento.
 
Não, não esta sozinha, sou contigo...Juntos.
Ao Senhor maior de amor, que a tudo vê,
Tua sensibilidade e franqueza falam à vida...
Desta porta pela qual brilha tua luz!...
 
Vamos juntos lutar por este sentimento
Deixemos os covardes de lado...
Ensinemos a eles também o amar e,
Assim, desarmar o ódio, a inveja e a trapaça!...
 
Paulo Nunes Junior
11/03/2006


Respeite os direitos autorais
www.maritrujillo.com

Formatação
& art final
Mary Trujillo

 

Indique este Site!

voltar

  

Voltar