Caminho sozinha
Arneyde T. Marcheschi
 
Nas noites, no silêncio
minha alma caminha sozinha,
faz um trajeto silencioso
em busca de respostas,
para a minha solidão.
Para essa dor que invade
meu coração
que me deixa melancólica
ruindo em mil pensamentos.
Remoendo as angústias,
as tristezas, as saudades....
que invadem como torvelinhos
meu devanear.
Nesse turbilhão
mergulho em redemoinhos,
envolta em melancolia,
num passado recente
em dias  de luz
que invadia todo meu ser.
Rebusco na madrugada
fragmentos do ontem,
onde os sonhos eram constantes.
Hoje presença marcante
do inatingível,
traços indeléveis,
de rastros de lágrimas
que me envolve o espírito
a alma, o corpo.
Que levaram meu sorriso
tiraram minha alegria
deixando como companheira
a tristeza...o sofrimento...
Mergulho em recordações
tentando trazer de volta
um pouco de paz, um pouco
das emoções
dessa amarga vida minha.
 
Vitoria.E.Santo 17/04/2006
 
 *******************
 
Encontrei Você!...
 
Caminhando
pelas trilhas de minha solidão, deparei-me contigo.
De teus lábios
pude sentir o gosto
do néctar do amor.
Poder saborear
teus encantos,
compartilhar tua pele,
acariciar,
Assim senti nascer
dentro de mim
O sentimento
que me domina as veias.
A ti entreguei meu coração,
e recebo o teu agora...
A tristeza e as lembranças
de um passado sem amor
se foram.
O futuro é nosso!
 Os nossos lençóis...Os céus!
O nosso ninho de amor...
O universo!...
 
Paulo Nunes Junior
17/04/2006
 
 
 
  

  Indique este Site!

Voltar