Dor da Alma

 

Quando abro os olhos, na esperança de ver o dourado do sol,

quando meus ouvidos esperam ouvir os pássaros a cotejar ,

quando meu coração espera um novo dia nascer

trazendo a esperança de um novo amanhecer

Encontro escandalizado, em escabroso amanhecer, meu paÍs, tocado pela dor profunda.

 O mundo a assistir meu povo, em sua revolta, sem entender,

aquele frágil corpinho agora, jogado em mesa de mármore fria

Apenas 5 aninhos.

Um olhar cheio de vida, uma alma tocada

 pela esperança de poder ver muitos dias de alegria,

sentindo-se protegida, ao lado do genitor, afinal, quem poderia dar-lhe melhor proteção?

Transforma-se o protetor em carrasco frio,

E, ela, sem entender, recebe dos adultos que a cercam ,cuja missão seria protegê-la,

 a sua sentença de morte fria, sórdida e monstruosa.

Afinal, o que esta acontecendo com os homens?

Em que planeta estou?

Como posso, agora, explicar aos pequenos que me cercam ,

que podem confiar nos adultos?

 Até aonde continuaremos a esperar que os culpados, agora reconhecidamente, paguem pelo que foi feito?

(se é que existe como pagar a uma vida de uma inocente de apenas 5 anos)

Que pai é este?

 Que avo é este a encobrir tamanha monstruosidade contra uma criança?

Contra sua própria neta?

Elevo meus pensamentos aos céus e ,com a lagrima da vergonha na face,

Peço a Deus o conforto a esta mãe que perde sua filha,

Pelas mãos daquele, que um dia, em meio a lençóis e juras de amor,

Participou desta vida ,agora ,abaixo da terra mãe absoluta!

Meus olhos são tomados pela imprensa, a transformar a dor em espetáculo,

A cada dia menos entendo o porquê da demora

em fazer os culpados receberem as mãos da justiça.

O poeta que existe em mim perde a inspiração

ao deparar-me com tamanha frigidez,

o homem sente-se pequeno demais ao ter que assistir a tudo

sem nada poder fazer, entrego-me por fim a oração

e busco o entendimento, a dor que sinto para que nunca, minha alma,

 seja tomada pela revolta

Senhor tende piedade deles,  eles não sabem o que fazem!

 

Paulo Nunes Junior

 

CONSTRUAMOS A PAZ PROMOVENDO O BEM

 
 
 
 
 

Indique este Site!

 

 Voltar