HOMOMALIA

 

O homem é um gago em sua anomalia invisível.

Toureiro aventureiro na ganância pelo dinheiro,

Em risco calculado egoísta, amador e previsível;

Valente é o touro que antes de couro é guerreiro.

 

No ápice destes momentos de fulgurantes luzeiros,

Nessas idas de falastrões, entre circos, famas e louros,

Onde figuram o inteiro, a massa delirante e o cruzeiro,

Eu choro, derramo sal de meu espírito na morte do touro.

 

Ah, torço mesmo é pelo touro preso que foi no madeiro,

Sinto mais a morte dele do que se fosse o arrelia toureiro.

Ele, o animal, mago analista em seus olhos de mouro.

 

Sou pelo Homem, pelo bicho, pela vida em tesouro,

Descarto o homem-bicho espúrio em seu comedouro

Neste picadeiro de tantas guerras...Olé Toureiro!

 

Princips

21/07/2006

 

Dedico este texto em memória de meu grande amigo

Romildo Félix dos Reis

 

 

 

Indique este Site!

 

voltar